SHAPE

Nutrientes necessários para os exercícios físicos

por Isabela Giordan, em 27/06/2014

Os nutrientes são a base da sustentação do corpo durante qualquer atividade física. É por meio deles que o organismo recebe energia, preserva os músculos, protegem as artérias e proporcionam um desempenho satisfatório durante o exercício. Além disso, uma boa alimentação pode prevenir a hipoglicemia, cãibras e desmaios durante os treinos. Veja os nutrientes essenciais para quem pratica uma atividade física e conheça os benefícios que eles fazem pelo seu corpo!

Nutrientes necessários para os exercícios físicos

Foto: Shutterstock Images

• Proteína: essencial para aqueles que querem ganhar massa muscular, pois a proteína é o principal nutriente para o desenvolvimento corporal. “A ingestão de proteína é fundamental para preservar a massa magra (músculo) durante o treino e evitar a degradação muscular”, garante Andreia Gonzalez Barbeiro, nutricionista Funcional do Centro de Bem-Estar e Fisioterapia Levitas.

• Carboidratos: constitui a maior fonte de energia do corpo, portanto, não pode faltar antes e depois da atividade física. “O carboidrato é essencial para um potente estímulo à insulina, um hormônio essencial para anabolismo muscular por participar da ativação da síntese proteica muscular”, enfatiza Thiago Volpi, nutrólogo esportivo do Espaço Volpi, em São Paulo.

Andreia orienta a preferir os carboidratos complexos e de baixo índice glicêmico, como farinha de trigo integral, aveia, soja, legumes, frutas e vegetais, “pois fornecem um fluxo constante de energia ao corpo e evitar os carboidratos de alto índice glicêmico, que são liberados rapidamente na corrente sanguínea e isso resulta em um rápido aumento de energia, seguido por uma queda rápida”.

• Lipídios: devem ser consumidos em quantidades moderadas, sempre optando pelas gorduras boas – gorduras insaturadas (mono e poli-insaturadas). As gorduras monoinsaturadas, presente em alimentos como castanhas, nozes, amêndoas, azeite de oliva extra virgem, amendoim, linhaça, óleo de linhaça, abacate e salmão, tem a capacidade de proteger as artérias do corpo humano, além de promover o aumento do colesterol bom (HDL) e reduzir o colesterol mau ou ruim (LDL). De acordo com o nutrólogo Thiago, “a alimentação dos desportistas deve ser rica nesse tipo de gordura para que ele tenha uma condição melhor de saúde e um desempenho satisfatório em seus treinos físicos”.

• Vitaminas e Minerais: esses elementos são importantes para o funcionamento do organismo, reações metabólicas, sistema imunológico e em especial para o rendimento de atletas e praticantes de atividade física.

• Água: uma hidratação adequada contribui para evitar a fadiga muscular e o esgotamento físico. Vale lembrar que a reposição de água no organismo não se dá pelo volume, e sim pela frequência! “Beba água frequentemente e em pequenas quantidades antes, durante e depois da competição”, orienta Thiago Volpi.

• Eletrólitos: “No caso de exercícios intensos, além da ingestão de água precisamos ter atenção com os eletrolítico como sódio, cloro e potássio, além da glicose para manter a glicemia estável”, ressalta Andreia.

Thiago Volpi afirma que o cardápio ideal para os praticantes de atividade física deve conter todos os nutrientes nutrientes, ingerindo alimentos dos diferentes grupos alimentares: carboidratos (pães, cereais integrais, massas, arroz, etc.), proteínas (carnes, ovos, leite e derivados), vitaminas e minerais (hortaliças, verduras e frutas), fibras e água.

Um nutricionista poderá montar um cardápio mais específico, em que levará em conta as características genéticas e condições de treinamento para cada pessoa. Feito isso, lembre-se que apenas o hábito levará ao sucesso.

Receba o conteúdo da SHAPE em seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades!

Enviar