SHAPE

Vinagre para emagrecer

Este simples tempero pode ser um potente exterminador de gorduras. Confira e acrescente na receita

por Redação SHAPE, em 25/06/2014

Você não compra um produto sem observar as calorias do rótulo, evita a todo custo aquele delicioso bolo de chocolate de sobremesa, vive de dieta mas… nada de emagrecer? Temos uma solução! Adicionar algumas gotinhas de vinagre nas suas receitas! Um estudo sueco observou que pessoas que comeram um pedaço de pão molhado em vinagre antes das refeições emagreceram mais rapidamente. A conclusão dos pesquisadores é que o ácido acético presente no vinagre aumenta o tempo de saciedade porque retarda o esvaziamento do estômago, reduzindo a velocidade com que o carboidrato entra na corrente sanguínea. Menos carboidrato é igual a menor quantidade de açúcar e calorias, resultando na perda de peso. De acordo com cientistas do estado americano do Arizona, acrescentar 2 colheres (chá) de vinagre em uma refeição com carboidratos pode reduzir o índice glicêmico em 20%. “O produto que resulta da fermentação do vinho, de frutas ou cereais, está sendo aclamado como agente exterminador de gordura. E isso vale para todos os tipos. Esse tempero deixa a digestão mais lenta, o que aumenta a queima de calorias”, afirma a nutricionista Roseli Rossi.

Foto: Shutterstock Images

Foto: Shutterstock Images

Faça o teste! Durante dois meses, tome um copo de água morna (200 ml) misturado com 1 e ½ colher (chá) de vinagre de maçã não refinado (produto obtido através da fermentação natural da fruta) pela manhã e antes do almoço. “Essa mistura pode diminuir a circunferência abdominal em até 4 centímetros em quatro meses”, conta o nutrólogo e cardiologista Sérgio Puppin, do Rio de Janeiro. Mas depois desse período o organismo cria resistência. “Por isso, vale a pena interromper a sequência a cada 3 semanas, descansando uma”, ensina o médico. Se preferir, use o vinagre no tempero de saladas. Mas fique atenta, pois o ácido acético é capaz de agredir as mucosas da parede estomacal. Em excesso, pode provocar gastrite ou úlcera. Já nas versões maçã e balsâmico, a acidez é um pouco menor. Mesmo assim, é bom não exagerar.

Receba o conteúdo da SHAPE em seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades!

Enviar