Desodorante x antitranspirante

Descubra como eles funcionam e em qual situação usar cada um

por Redação SHAPE
17/02/2011

Desodorante ou antitranspirante: qual deles você escolhe na prateleira da perfumaria para usar? Muitas pessoas acham que o antitranspirante é só um produto mais moderno, enquanto o desodorante é mais antigo. Mas existem, sim, diferenças entre os dois produtos.

Em nosso corpo existem glândulas que produzem suor. Elas liberam o calor do organismo para que a temperatura corporal média seja naturalmente mantida. “Uma pessoa normal sua cerca de 1 litro por dia. Em situações de desregulagem das glândulas, problemas hormonais, estresse ou calor excessivo, esse número pode aumentar”, conta a química Sueli Cagliari, gerente de pesquisa da Unilever.

O suor recém-produzido, explica Sueli, não tem odor. O que causa o mau cheiro são as bactérias presentes normalmente em nossa pele (sim, todos temos!). Elas se alimentam do suor, e o contato entre esses dois componentes causa aquele cheiro bem desagradável.

Para combater esse mal existem dois produtos no mercado: desodorante e antitranspirante. “O primeiro não tem a função de combater o suor, ele apenas mata as bactérias da região em que é aplicado. Num período de 2 a 3 horas, que é a sua duração média, evita o cheio ruim, mas você sua do mesmo jeito”. Para evitar que o suor saia pela pele, a indicação é usar um antitranspirante (ou antiperspirante, que é a mesma coisa): “Ele controla o suor, cria uma barreira na pele que não libera o líquido daquela região”, explica Sueli.

Portanto, se a ideia é não suar (em festas importantes ou no dia a dia) o mais indicado é o antitranspirante. Já quando você sabe que vai suar bastante, durante um exercício físico por exemplo, opte pelo desodorante, para não cheirar mal.